Catedral de Santo Antônio

 

A Igreja de Santo Antônio, de Caravelas, começou a ser construída em 1725, pelo padre jesuíta Antonio do Espírito Santo. Foi concluída em 1750, com reformas posteriores.

Em 1755, tornou-se sede da Paróquia de Santo Antônio de Caravelas.

De 1858 a 1863, a Igreja foi reformada.

Possui uma nave, capela-mor, duas sacristias, corredores laterais incompletos e uma capela lateral ao lado da epístola. A torre tem cúpula poliédrica revestida de azulejos brancos. O frontão tem cornija sustentada por pilastras coríntias. Seu interior possui retábulos em estilo rococo, outrora dourados e, hoje, pintados de branco. Abriga imagens dos séculos 17 e 18.

Até 1962, Caravelas era uma paróquia subordinada à Diocese de Ilhéus, quando foi criada a nova Diocese de Caravelas pelo Papa João XXIII, pela bula pontifícia omnium Eclesiarum, de 21 de julho daquele ano. O novo bispo tomou posse em 29 de julho de 1963. Em 1983, o Papa João Paulo II nomeou um novo bispo para a Diocese de Teixeira de Freitas/ Caravelas e a sede da Diocese foi transferida para Teixeira de Freitas (município mais populoso) no mesmo ano.

A Diocese tem a Catedral de São Pedro, em Teixeira de Freitas e a co-catedral de Santo Antônio, em Caravelas. Fica na Praça Sto. Antônio.

Mais: Igreja de Santa Efigênia e Igrejas da Bahia

 

◄ Caravelas

 

Catedral Caravelas
Caravelas

 

Interior da Catedral (divulgação).

 

Altar-mor da Catedral (divulgação).

 

Igreja Santo Antonio

 

A Catedral de Caravelas em fotografia antiga, acervo IBGE.

 

 

Arquitetura igreja
Altar mor

 

Mapa Caravelas

 

 

Copyright © Guia Geográfico - Catedrais baianas, cidades históricas do Brasil.

 

 

Caravelas

 

 

 

 

 

João Ramos